Uretrite, incômodo dispensável

O que é?
Causas
Como prevenir

O que é?

A dorzinha que aparece bem no final da micção pode ser o primeiro sinal dessa doença. A inflamação da uretra, que ataca homens e mulheres, é transmitida pelo contato sexual. Para mulher o risco de contágio é muito maior. Em uma única relação ela tem 80% de chances de contrair uretrite, enquanto o homem possui 20%. Seu principal agente causador é a bactéria Neisseria gonorrhoeae, mais conhecida como gonococo. Mas também pode ser provocada por outros tipos, como a Chlamydia trachomatis.

Causas

Uretrite gonocócica ou gonorréia
Uretrite não gonocócica


URETRITE GONOCÓCICA OU GONORRÉIA

É causada pela contaminação da bactéria gonococo. O problema se manifesta nos homens no período de dois a oito dias. Nas mulheres aparece em menos de dez dias. Seu início é repentino e os principais sintomas são: ardência ao urinar e presença de uma secreção purulenta, tanto na vagina quanto no pênis. Em alguns casos, ocorre nos homens a inchação da mucosa da uretra. O quadro clínico da uretrite pode ser confundido com uma cistite (inflamação da bexiga), em cerca de 10% dos homens e em 40% a 60% das mulheres.
O tratamento é feito à base de antibióticos, que devem ser prescritos pelo médico, especialmente. Nos últimos anos a bactéria vem apresentando resistência a alguns medicamentos. Raramente as uretrites se tornam problemas mais graves, entretanto é preciso tratá-las de forma adequada. Em alguns casos, os sintomas uretrais podem reaparecer de uma a quatro semanas após o término do tratamento. Isso significa que a pessoa pode ter desenvolvido a chamada uretrite pós-gonocócica, causada pela presença de outro agente infeccioso.

URETRITE NÃO GONOCÓCICA

A mais comum é a provocada pela Chlamydia e seu período de incubação varia de 4 a 30 dias. Causa o aparecimento de uma secreção fluido e parecido com muco. Cerca de 2/3 das pessoas apresentam a uretrite pós-gonocócica, com secreção clara e esbranquiçada ou simplesmente uma excreção discreta liberada antes da primeira urina matinal. Pode trazer ainda uma pequena ardência ao urinar, coceira nos órgãos sexuais e desconforto, com fisgadas na uretra.

O vírus da herpes também pode causar uretrite. Seus sintomas são secreção e dor intensa ao urinar, além do aparecimento de gânglios na virilha. De 20% a 30% das pessoas tratadas, voltam a ter o problema. Isso pode estar relacionado a doses insuficientes do medicamento, ingestão incorreta do mesmo, reinfecção, falta de tratamento do parceiro sexual ou mesmo a presença de outros agentes infecciosos, como a Trichomona vaginalis, Candida albicans, entre outros.

Como prevenir

O uso de preservativos nas relações sexuais, é a melhor forma de evitar não só as uretrites, mas todas as outras doenças sexualmente transmissíveis.
Consultoria do Dr. Rodolpho Forster, urologista, professor adjunto da Universidade Gama Filho e chefe do Serviço de Urologia do Hospital Geral Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro.

13 de dezembro de 1999

Copyright©2000 PLANETAVIDA.com, Inc.