Flebite
 
Descrição :

É a inflamação de uma veia superficial produzida pela presença de um coágulo - ou trombo -. Geralmente aparece nas pernas, mas pode se manifestar em qualquer veia do corpo.
 
Causas :

Qualquer pequena ferida pode evoluir para uma flebite superficial. Esse distúrbio produz uma inflamação aguda e repentina, que produz a fixação do coágulo nas paredes da veia. É muito difícil o seu desprendimento, porque essas veias superficiais não se encontram rodeadas de músculos que possam exercer pressão sobre a mesma e descolar o trombo das paredes às quais se aderiu. Isso torna improvável o desencadeamento de uma embolia a partir de uma flebite.
 
Sintomas :

A flebite manifesta-se com inchaço, inflamação da pele acompanhada de manchas avermelhadas e dor local. Nota-se a dureza da veia através da pele, pela presença do coágulo no seu interior.
 
Diagnóstico :

O diagnóstico é claro ao observar e explorar a área afetada.
 
Tratamento :

Um analgésico - aspirina ou ibuprofeno - pode aliviar a moléstia causada pela flebite, apesar de ela poder ser eliminada por si própria. A dor pode demorar dias em desaparecer, entretanto, em certas ocasiões pode demorar semanas até desaparecerem a dor e as alterações da veia. Para conseguir um alívio mais rápido, o médico pode extrair o trombo, depois da administração de um analgésico local, e comprimir a veia com uma venda. Uma intervenção imediata é sugerida quando a flebite ocorre na virilha. Nessa região, a veia superficial principal une-se à veia profunda principal, e é necessário atar a veia superficial para evitar que o coágulo ingresse na veia profunda e ocorra um desprendimento que pudesse derivar numa embolia. Essa cirurgia somente requer anestesia local e é ambulatorial (não é necessária a hospitalização do paciente nem longa interrupção de suas atividades).