Câncer de pulmão
 
Descrição :

O nome câncer abrange um vasto conjunto de doenças, caracterizadas por apresentarem um grupo de células que crescem sem controle algum. Geralmente, as células cumprem um ciclo de vida previsível, com células envelhecidas que morrem e outras novas que ocupam o seu lugar. Mas, em certos casos, multiplicam-se sem controle, formando tumores. Um tumor benigno não se propaga por outras regiões do corpo, mas, quando isto acontece, esse tumor primário é considerado canceroso ou maligno. O câncer de pulmão é um tumor maligno que prolifera diretamente no tecido pulmonar ou se estende até o pulmão _ através do fluxo sanguíneo ou linfático _ a partir de outro foco tumoral. Os tumores de mama, de rim, de cólon, de próstata, de tireóide e de colo de útero geralmente fazem metástase no pulmão. O câncer primário de pulmão inicia-se com alterações celulares nas células do epitélio brônquico e pode invadir tecidos adjacentes antes de os sintomas se manifestarem. Existem muitos tipos de câncer de pulmão, mas basicamente podem ser classificados em câncer de células pequenas e de células não pequenas. Via de regra, o primeiro se propaga mais rapidamente do que o segundo.
 
Causas :

83% dos casos de câncer de pulmão estão associados com o tabagismo. Quanto maior for a quantidade de cigarros fumados por dia e quanto mais prematuro tiver sido o hábito, maior será o risco do câncer. As pessoas não fumantes expostas à fumaça do cigarro também podem ser acometidas, bem como quando expostas à poluição, à radiação e ao asbesto (grupo de minérios).
 
Sintomas :

Tosse persistente, escarro sanguinolento, falta de fôlego, dor no peito, perda do apetite e de peso, dificuldades na deglutição e/ou para falar, palidez, cor de pele anormalmente escura ou clara.
 
Diagnóstico :

Na ausculta com estetoscópio percebe-se uma sibilância persistente, e no exame das mãos notam-se os dedos com forma de baquetas (dedos alargados na ponta). O raio X de tórax é o primeiro exame que detecta uma sombra no pulmão. Para comprovar a existência de um câncer, é feita uma broncoscopia (extração de uma amostra de tecido para biópsia). A classificação do tumor é feita dependendo do seu tamanho, de sua localização, e de sua propagação _ ou não _ aos gânglios linfáticos.
 
Tratamento :

Depende do tipo de câncer e da fase da doença. Quando o tumor não se estendeu além do pulmão, pode ser extirpado cirurgicamente. Quando já ocorreu a propagação ou está muito perto da traquéia, utiliza-se radioterapia. No câncer de células pequenas, a opção de tratamento é uma combinação de radioterapia e quimioterapia. Durante o tratamento, é possível determinar a concentração de certas moléculas que se encontram aumentadas nos processos tumorais (marcadores tumorais). A diminuição desses valores constitui bom prognóstico.